fbpx
Carregando a informação...

O governo está planejando a elaboração de um novo formulário de perguntas para a inclusão das famílias no Cadastro Único, conhecido como CadÚnico. 

Esse cadastro é essencial para que as famílias de baixa renda possam ter acesso aos programas sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família.

Atualmente, o formulário em uso data de 2010 e não recebeu nenhuma atualização relevante desde então. 

No entanto, o Ministério do Desenvolvimento Social tem a expectativa de que o novo formulário esteja concluído até o ano de 2025, trazendo assim melhorias e atualizações importantes para o processo de inclusão das famílias nos programas sociais.

Veja em nossa matéria como funciona o CadÚnico e o que já se sabe do nosso formulário!

Afinal, qual o propósito do novo formulário do CadÚnico? 

Como mostramos no início desta matéria, o atual formulário de cadastro está completamente desatualizado, datando de 2010. 

Desde então, não houve nenhuma mudança ou melhoria para que o cadastro pudesse atender às demandas atuais.

Por conta disso, o governo está se preparando para que se tenha um novo cadastro, atualizado e informatizado. Inclusive, que tenha perguntas “aderentes aos desafios da atualidade”, segundo o próprio governo. 

Essa atualização é importante porque o sistema poderá ter informações reais sobre a atualidade e realidade da população. 

Principalmente, excluindo do cadastro pessoas que não devem receber os benefícios e incluindo aqueles que precisam do CadÚnico e ainda não conseguiram se cadastrar. 

Ou seja, o sistema será reorganizado para que todos sejam atendidos da melhor forma.

Exclusão de pessoas do cadastro: situação de falecidos e contas desatualizadas 

Uma atualização significativa foi realizada pelo governo no Cadastro Único (CadÚnico), tendo concluído 45% do processo. 

Assim, a revisão teve início em março e, como resultado, 603,8 mil pessoas com indicativo de óbito há mais de 12 meses foram excluídas da base de dados. 

Além disso, 921,9 mil famílias com cadastros desatualizados por mais de quatro anos foram removidas do sistema.

Outro aspecto importante foi a adesão voluntária de 20,5 mil pessoas que optaram por se excluir do CadÚnico por meio do aplicativo, declarando que não se enquadram mais nos critérios necessários para participar dos programas sociais.

Essas medidas foram tomadas para aprimorar a eficácia e a precisão do CadÚnico, garantindo que os benefícios dos programas sociais sejam destinados adequadamente às famílias em situação de vulnerabilidade econômica.

Ao mesmo tempo, em que são evitadas fraudes e irregularidades no sistema.

Aqui, é importante destacar que aqueles que estão com cadastro desatualizados e que têm o CadÚnico, devem procurar o CRAS mais próximo para atualizar os dados.

Conheça a proposta do Observatório CadÚnico

Nos próximos meses, o Ministério do Desenvolvimento Social está preparando o lançamento do Observatório do Cadastro Único (CadÚnico).

Essa é uma poderosa e inovadora ferramenta de base de dados que estará disponível para gestores, pesquisadores e formuladores de políticas públicas. 

Dessa forma, a iniciativa tem como objetivo proporcionar um acesso mais ágil e simplificado às informações do CadÚnico, visando facilitar a tomada de decisões estratégicas e o desenvolvimento de programas sociais mais eficientes e eficazes.

Através do Observatório do CadÚnico, os usuários terão à disposição uma plataforma que oferecerá dados atualizados e detalhados sobre as famílias cadastradas nos programas sociais do governo. 

Sendo assim, as informações abrangentes permitirão uma análise mais precisa das demandas sociais, identificação de tendências e lacunas que requerem ações específicas.

Além disso, a ferramenta será uma aliada valiosa para o aprimoramento das políticas públicas, proporcionando uma visão ampla e detalhada da realidade socioeconômica das famílias em situação de vulnerabilidade. 

Isso permitirá que os gestores e formuladores de políticas desenvolvam estratégias mais direcionadas e adequadas às necessidades reais da população. Com uma distribuição mais equitativa dos recursos governamentais.

Entenda para que serve o CadÚnico e sua importância

O CadÚnico é um cadastro do Governo Federal que inclui todas as famílias de baixa renda. Este cadastro, atualizado, é a porta de entrada para os principais programas sociais do governo. 

Ou seja, a partir do CadÚnico, as famílias têm acesso aos programas como Bolsa Família, Auxílio Gás e tantos outros. 

Por isso, este cadastro serve para se ter uma visão geral das famílias de cada comunidade e atender àquelas que realmente precisam. 

 

Quer mais informações sobre o CadÚnico e para que ele serve? Clique no botão abaixo e saiba tudo que você precisa!

ENTENDA TUDO SOBRE O CADÚNICO

 

Como fazer o Cadastro Único?

É muito simples fazer seu CadÚnico. Veja nosso passo a passo:

 

  • Localize o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo 

O primeiro passo é localizar o CRAS mais próximo da sua residência. Os CRAS são responsáveis pelo atendimento e cadastramento das famílias no CadÚnico. 

  • Agende o atendimento

Entre em contato com o CRAS e agende um horário para realizar o Cadastro Único. 

  • Documentos necessários 

No dia agendado, leve os documentos necessários para o cadastramento: RG (ou outro documento oficial de identificação), CPF de todos os membros da família e comprovante de residência recente (conta de água, luz ou telefone).

Se possível, comprovante de renda de todos os membros da família.

  • Preenchimento do formulário 

No CRAS, você receberá um formulário para preencher com informações sobre a composição familiar, renda, escolaridade, entre outros dados relevantes. 

  • Entrevista com o entrevistador social 

Após preencher o formulário, você passará por uma entrevista com um entrevistador social do CRAS. 

Nessa entrevista, serão esclarecidas algumas questões sobre a família e a renda, visando garantir a precisão das informações fornecidas.

  • Conclusão do Cadastro 

Após a entrevista, o entrevistador concluirá o cadastro no sistema do CadÚnico. Você receberá um Número de Identificação Social (NIS), que é o registro único da família no CadÚnico.

  • Atualização do Cadastro 

É importante lembrar que o CadÚnico precisa ser atualizado a cada dois anos ou sempre que houver mudanças significativas na composição familiar ou na renda. 

Portanto, mantenha os dados atualizados para garantir a continuidade do acesso aos programas sociais.

 

Gostou de saber? Mantenha seus dados atualizados no CadÚnico para poder participar dos programas sociais. 

E veja mais dicas em nosso site.