Carregando a informação...

Muitas pessoas estão se perguntando o que vai acontecer com o Bolsa Família em 2023. Depois de ser transformado em Auxílio Brasil no governo Jair Bolsonaro, quando a eleição acabou, muitos questionam se o programa vai voltar e quais são as regras para o próximo ano.

Por isso, reunimos tudo o que já sabemos para que você tenha atenção na hora de solicitar o seu Auxílio Brasil, o novo Bolsa Família.

Acompanhe o artigo para mais informações.

O Bolsa Família vai voltar em 2023?

A primeira pergunta que surgiu quando o candidato Lula foi eleito é se o Bolsa Família vai retornar. E, desde então, já se tem uma discussão sobre isso.

A verdade é que ainda é muito cedo para se ter a certeza de que o programa vai retornar.

A expectativa é que ele volte com este nome, porém com um novo modelo e que atenda a famílias de baixa renda como o Auxílio Brasil já está atendendo.

Você pode ver mais informações sobre o Auxílio Brasil no site do programa.

Como cadastrar para receber?

O cadastro para receber o Bolsa Família continua da mesma forma que para o Auxílio Brasil. Você deve fazer seu cadastro presencialmente, em um CRAS perto de você, onde vai receber um número de Cadastro Único, o NIS, que vai ser usado para fazer a análise de seu benefício.

A partir dele, o sistema faz análises contínuas para que, assim, libere o valor do benefício para você. Para isso, é criada uma conta social digital onde você tem acesso ao valor disponível.

Qual é o valor?

A expectativa é que o valor se mantenha como está o Auxílio Brasil, em R$ 600. A PEC de transição de governo está tentando negociar mudanças para que haja um ajuste nessa quantia e estuda se é possível acrescentar mais R$ 150 para quem tem filhos com menos de 6 anos.

Entretanto, ainda é uma expectativa. É preciso ficar atenta no momento de fazer o pedido e acompanhar a sua solicitação do novo Bolsa Família.

Quem tem direito?

Atualmente, para ter direito ao Auxílio Brasil (se o programa mudar de nome novamente para Bolsa Família, os critérios devem permanecer os mesmos), são necessários os seguintes requisitos:

  • Famílias em situação de extrema pobreza (até R$ 105 de renda mensal por pessoa);
  • Em situação de pobreza (de R$ 105,01 a R$ 210 mensais de renda mensal por pessoa);
  • Em regra de emancipação.

Além desses grupos, também estão aptas a receber o benefício pessoas em situação de vulnerabilidade social, as famílias tenham gestantes, mães que amamentam ou pessoas de 0 a 21 anos incompletos (crianças, adolescentes e jovens adultos).

Para ter direito ao Bolsa Família, todos os membros do grupo familiar devem estar inscritos no CadÚnico e devem atualizar suas informações a cada dois anos.

Uma informação importante: se você não sabe se sua família está dentro dos valores apresentados, você pode ir ao CRAS e eles farão o cálculo para você.

Calendário do Bolsa Família

O calendário para receber o Auxílio Brasil, que em breve voltará a ser Bolsa Família, é definido de acordo com o número final do NIS e se atualiza mês a mês.

Confira a ordem de recebimento, de acordo com o número do NIS, do primeiro para o último:

  • NIS com Final 1
  • NIS com Final 2
  • NIS com Final 3
  • NIS com Final 4
  • NIS com Final 5
  • NIS com Final 6
  •  NIS com Final 7
  • NIS com Final 8
  • NIS com Final 9
  • NIS com Final 0

Quem NÃO pode receber?

Não pode receber o Bolsa Família, atual Auxílio Brasil, as pessoas que tiverem renda familiar mensal acima do teto permitido, que não se encontrarem em situação de vulnerabilidade social ou que não cumprirem algum requisito do programa.

Além disso, você deve perceber que o cadastro precisa estar atualizado, de maneira que, assim, você consiga receber seu dinheiro mensalmente.

Precisa ter filho para receber?

Não necessariamente. Para receber o atual Auxílio Brasil, se você tiver em vulnerabilidade social, dentro de todos os requisitos exigidos, você pode receber o seu dinheiro e manter um valor que te ajude mensalmente.

A expectativa é que isso continue para o Bolsa Família em 2023.

Documentos necessários para cadastrar

Para fazer o cadastro no CRAS e receber seu Bolsa Família, atual Auxílio Brasil, você precisa dos seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Certidão de nascimento de menores de idade;
  • Documentos de dependentes;
  • Se tiver, comprovante de renda.
  • Para cada pessoa que você cadastrar no CadÚnico, seja você ou seu dependente, precisa de todos os documentos atualizados para que não tenha problemas na hora de receber.

Com isso, você se mantém beneficiário do Bolsa Família em 2023 e pode aproveitar ainda mais o seu auxílio no próximo ano.

Quer ficar por dentro das notícias sobre Programas Sociais do Governo? Então continue acessando o nosso blog.